Como usar GEL no Cabelo

Como Usar Gel no Cabelo

O gel é um dos produtos mais antigos usados para modelar os cabelos. Ele pode ser usado para criar uma infinidade de estilos: pode ser um penteado clássico com os fios todos para trás, fios espetados e irreverentes ou madeixas bagunçadas e sensuais. Seja qual for a sua opção, não é difícil passar esse produto – contanto que você saiba exatamente qual visual deseja ostentar. O importante é que o gel pode ser a salvação da pátria tanto para domar aquele arrepiado como para montar um penteado elegante para um evento mais formal.

Passando gel nos fios
Imagem intitulada Gel Your Hair Step 1
Escolha a melhor versão para as suas necessidades. A classificação desse cosmético é baseada na consistência e no poder de fixação. A cor e o perfume não fazem nenhuma diferença em termos de eficácia. Geralmente usa-se as pontas dos dedos para passar o produto, mas há marcas que disponibilizam o frasco com spray. Experimente opções diferentes para descobrir qual delas é mais prática e modela melhor o seu cabelo.

  • O gel em forma de espuma leve é o melhor para criar um visual descontraído e solto. Os fios ganham um realce, mas sem perder o movimento.
  • Um gel de fixação média é uma ótima aposta para deixar o cabelo espetado e brilhante ao mesmo tempo. Os fios ficam em uma posição que quase desafia a gravidade.
  • Já a versão mais grossa do produto pode ser usada para penteados que exigem que as madeixas fiquem todas para trás o dia inteiro. Não vai dar para ficar passando os dedos entre as mechas, mas o penteado continuará firme e forte mesmo no meio de um furacão.
Para começar, lave os cabelos. Eles devem estar limpos para segurarem melhor o penteado. Use xampu e condicionar como de costume e, em seguida, seque-os com uma toalha para retirar o excesso de água. Mas é importante deixá-los ainda úmidos antes de passar o gel. Para aqueles dias em que não dá tempo para lavar, improvise. Basta umedecer os fios com as mãos na pia ou usando um borrifador com spray (daqueles usados pelos cabeleireiros).[1]

  • Saiba que, ao passar gel em cabelos sujos ou oleosos, o visual não fica tão bom e os fios passam a impressão de estarem “duros”. Outra possível desvantagem é o aparecimento de pontas duplas e danos à saúde capilar. Logo, é sempre melhor lavar bem antes de modelar.
Pegue um pouco de gel. Coloque uma pequena quantidade na ponta dos dedos e esfregue nas palmas das mãos para distribuir bem o produto. Em seguida, passe nos cabelos como se fosse um xampu. Dependendo da grossura e do comprimento dos seus fios, será preciso adequar o volume de gel. Mas lembre-se de que é sempre mais fácil por mais produto do que retirar o excesso (você pode acabar sendo obrigado a lavar novamente as madeixas). Por isso, cuidado para não exagerar na dose:

  • Para cabelos curtos, use o equivalente a uma moeda de 10 centavos.
  • Para o comprimento médio, uma quantia do tamanho de uma moeda de 25 centavos basta.
  • Se os seus fios são compridos ou bem grossos, passe o equivalente a 2 moedas de 25 centavos.
Hora de passar o gel. Modele a cabeleira de acordo com o visual que deseja. Procure começar a aplicação pela linha que fica um pouco acima da testa (mais ou menos na faixa a onde você usaria uma tiara). Vá espalhando o produto com os dedos por toda a cabeça até chegar na nuca. Se preferir, use um pente para distribuir melhor o produto pelos fios.

  • Se você quer deixar os fios lisos, experimente escová-los ou modelá-los conforme o estilo que deseja exibir.
  • Para criar cachos, amasse ou torça as mechas usando os dedos.
  • Caso você pretenda dar mais volume na raiz e deixar a cabeleira crespa ou cacheada, experimente virar a cabeça para baixo na hora de amassar as mechas com o gel. Distribua o produto uniformemente pelos fios.
Toques finais. A maioria dos géis contêm álcool, o que faz com que sequem rapidamente. Caso o seu não tenha esse ingrediente, será preciso esperar alguns minutos para que o penteado fique bem definido. Os fios podem ser modelados enquanto o gel está úmido, mas uma vez que ele seca, suas madeixas se tornarão duras e firmes. Depois que o produto seca, você está pronto para estrear a sua nova cara! 

Escolhendo um visual

  1. Experimente um ar mais descontraído e leve. Esse visual é ótimo para aqueles dias em que você quer se produzir, mas sem cara de quem passou horas se arrumando. E o gel é o melhor produto para cumprir essa missão.

    • Para aderir a esse estilo, espalhe o gel nos cabelos com as pontas dos dedos em diferentes direções e ajeitando os fios que teimam em ficar arrepiados.
    • Se você escolheu deixar os fios assim, prefira um gel de consistência leve. O comprimento e espessura ideais para esse penteado é o médio.
    Veja se você não fica bem com o cabelo repartido. Essa opção é rápida e prática e deixa as madeixas no seu devido lugar. É aqui que o gel entra em ação. A ideia é deixá-las bem naturais, respeitando a sua divisória natural. Se você usasse simplesmente um pente sem o gel, o resultado seria fios arrepiados ou aquela cara de penteado “lambido” conforme o dia vai passando.

    • Coloque uma pequena quantidade do produto nas mãos e molde a cabeleira com os dedos, puxando-a em direções opostas ao longo da lateral da sua cabeça seguindo o repartido natural.
    • Pegue um pente e umedeça-o um pouco. Em seguida, passe-o pelos cabelos na direção em que os repartiu. O resultado é uma aparência mais certinha.
    • Os fios que mais se adaptam a esse estilo são os mais finos e curtos ou médios, mas o penteado pode ser feito em todos os tipos de cabelo. Essa opção é ótima para disfarçar as entradas.
    Aposte no clássico penteado com o cabelo todo para trás. É um tiro certeiro para obter uma imagem sofisticada. Para provar isso, veja o Don Draper (da série Mad Men), Roberto Justus ou o Leonardo di Caprio no filme “O Grande Gatsby”. Essa escolha é elegante e simples ao mesmo tempo, sendo perfeita para ocasiões especiais e ambientes formais. Para chegar lá, bastam uma boa quantidade de gel e um pente fino.

    • Espalhe o gel pelos cabelos, penteando-os do final da testa em direção à nuca, sem reparti-los. Use um pente úmido para deixá-los o mais ajeitados e lisos quanto possível.
    • Esse penteado combina com fios de comprimento e espessura médios. A desvantagem é que, se você já tiver entradas ou sofrer de calvície, esse visual só vai destacar ainda mais a falta de cabelo.
    Experimente deixar a cabeleira espetada. Se sempre sonhou em fazer o penteado de um astro do rock, saiba que é fácil modelar os fios com gel. Mas lembre-se de que essa opção é apropriada para situações mais informais (ou seja, evite-a em uma entrevista de emprego ou em um primeiro encontro, por exemplo). É uma boa pedida também para quem quer se divertir mudando um pouco a própria imagem.

    • Ponha um pouco de gel nas pontas dos dedos e passe-os pelos fios, puxando-os para cima para formar as pontas espetadas. Caso queira uma mudança mais discreta, espete somente as madeixas da parte da frente da cabeça.[3]
    • Aguarde alguns minutos até o gel secar. Se você quiser um visual mais radical, coloque um pouco do produto na ponta dos dedos e vá reforçando cada tufo espetado.
    • O estilo fica bem em cabelos de comprimento e espessura médios. Se eles forem mais compridos, pode ser necessário usar spray fixador ou até mesmo clara de ovo para segurar o penteado.
    Ah, o eterno topete. Seja para honrar o rei do rock Elvis Presley ou para seguir as tendências dos astros Luan Santana e Zayn (do One Direction), esse penteado está sempre presente. Ele pode ser um dos mais difíceis de se fazer, sendo uma combinação dos métodos descritos acima. Aproveite um daqueles dias em que você está de folga em casa e arrisque-se. Você não vai se arrepender de ter tentado pelo menos uma vez na vida.

    • Coloque uma quantidade generosa de gel na ponta dos dedos e deixe uma parte da cabeleira espetada e a outra, despenteada. Em seguida, pegue um pente de dentes médios, molhe-o e passe-o nas laterais da cabeça acima de cada orelha.
    • Se quiser um topete mais formal, você pode deixar o topete mais arrumadinho seguindo a divisória natural do seu cabelo para um dos lados usando o pente. Mantenha uma linha reta ao repartir os fios e repita a operação no outro lado. Talvez seja preciso usar os dedos para deixar os tufos da frente bem altos do jeito que você deseja.
    • Esse penteado é ideal para quem tem fios mais compridos na frente e curtos ou raspados nas laterais.

Dicas

  • Lembre-se de que, para segurar certos penteados, será necessário usar uma grande quantidade de gel. Logo, procure escolher estilos mais elaborados somente em ocasiões especiais. Se o comprimento dos seus fios permitir, prefira um gel mais forte que possa ser usado apenas nas pontas em vez de passar a versão mais leve do produto em todo o cabelo.
  • Para deixar as mechas com uma aparência mais leve, experimente passar condicionador tipo “leave-in” antes do gel.
  • Evite exagerar na dose, senão você vai ficar com aquele famoso “cabelo de capacete”. Escolha a fixação adequada para o penteado, pois a versão mais forte não fica bem em todo mundo. Pegue leve na quantidade também: um pouco do produto já basta para modelar os fios.
  • Se os seus cabelos ficam arrepiados facilmente, é melhor usar um secador depois de passar gel.

Avisos

  • O gel pode deixar um resíduo branco e descamar. Isto pode ser causado por vários fatores. Dentre eles, o excesso de produto. Para evitar esse problema, experimente usar uma versão com maior poder de fixação para ver se dá para diminuir a quantidade e garantir o mesmo resultado. Mas cuidado para não usar uma versão forte demais, senão você continuará nesse impasse. Outra possibilidade é que a qualidade do produto que você está usando é baixa.
  • Faça uma pesquisa de preços. Nem sempre o mais caro é o melhor. Procure descobrir qual textura e consistência são ideias para você. Às vezes, um produto de R$ 10,00 modela melhor os seus fios do que um que leva o nome de uma marca famosa e que custa R$ 70,00.
  • Caso o gel provoque descoloração ou coceira, lave os cabelos assim que possível; você pode ser alérgico a algum composto do produto.
  • Se o seu cabelo é oleoso ou se você não o lava todos os dias, evite usar gel na raiz dos fios ou perto dela.

Sucos Naturais – As Melhores Receitas


Ingredientes
3 folhas de couve;
1 copo de suco de laranja natural;
1 pedaço de gengibre;
1 litro de água.
Modo de preparo
Junte todos os ingredientes no liquidificador e bata com a água. Feito isso, coe, adicione gelo e beba em seguida.

Benefícios da couve
A couve está na lista dos alimentos mais saudáveis do mundo: é um excelente anti-inflamatório e antioxidante, tem propriedades antivirais e antidepressivas. Rica em vitaminas A, K, C, B6, B1, B2 e B3 e nutrientes, como cálcio, potássio, ferro e fósforo, a couve também tem ácido graxo ômega 3, fibras e proteínas.

2. Suco com cenoura, maçã e beterraba


Ingredientes
1 cenoura com casca;
1 maçã com casca ou 1 copo de suco de maçã pronto;
1 beterraba;
1 litro de água.
Modo de preparo
Lave bem todos os ingredientes e bata com a água no liquidificador. Feito isso, coe, adicione gelo e beba em seguida.

Benefícios da maçã
A maçã é rica em vitaminas B, C e E e tem alta concentração de fibras, em especial a pectina, uma fibra que auxilia no controle da glicemia. A fruta ajuda na digestão, na prevenção de colesterol, alivia problemas gastrointestinais, dá saciedade e tem poucas calorias.

3. Suco de abacaxi com hortelã


Ingredientes
1 fatia de abacaxi;
1 copo de água de coco;
hortelã a gosto;
raspas da casca de 1 limão;
gelo.
Modo de preparo
Raspe a casca do limão e reserve. Depois, junte os demais ingredientes e bata no liquidificador. Ao final, sirva em um copo com gelo e salpique as raspas de limão por cima.

Benefícios do abacaxi
O abacaxi é rico em fibras (como a pectina), vitaminas A, B e C, nutrientes (como magnésio, ferro, potássio e cálcio) e em uma enzima chamada bromelina.

A bromelina ajuda na quebra das proteínas, auxiliando o processo digestivo, a redução do inchaço e de inflamações, os distúrbios gastrointestinais e na perda de peso.

4. Suco de pepino, maçã e cenoura


Ingredientes
½ cenoura com casca;
1 maçã;
½ pepino com casca;
1 colher de chia;
1 folha de couve;
200 ml de água de coco;
hortelã a gosto.
Modo de preparo
Junte todos os ingredientes no liquidificador e bata. Feito isso, coe e sirva com gelo.

Benefícios do pepino
Fonte de vitaminas do complexo B e C, o pepino também é rico em nutrientes, como ferro, sílica, lignanas e flavonoides. Além disso, tem poucas calorias e 95% de sua composição é água. É um excelente antioxidante, diurético natural, anti-inflamatório e ajuda a prevenir várias doenças, como câncer, problemas no coração e diabetes.

5. Suco de uva, gengibre e canela


Ingredientes
200 ml de suco de uva integral;
suco de 1 limão;
gengibre e canela a gosto.
Modo de preparo
Junte todos os ingredientes no liquidificador e bata. Feito isso, coe e sirva com gelo.

Benefícios do gengibre
O gengibre é um excelente anti-inflamatório, antiviral, analgésico e termogênico, além de auxiliar na digestão. A especiaria tornou-se queridinha de quem busca emagrecer, pois ajuda a acelerar o metabolismo e a queimar gorduras.

Viu só quanta coisa boa pode caber em um copo? Ao adicionar essas receitas de suco ao seu dia a dia, você pode perder peso, ter mais saúde, disposição e qualidade de vida. Experimente!

E aí, gostou das dicas e receitas? Então, compartilhe este post nas suas redes sociais, assim os seus amigos também podem aprender a preparar esses deliciosos sucos.

 

Quer Mais receitas como estas? Clique no Botão Abaixo